Segunda-feira, 21 de Agosto de 2006

A novidade (?!?) do Hezbollah

Alguns analistas políticos parecem, no rescaldo - por ora provisório, mantenho - do conflito Israel-Líbano, terem descoberto a pólvora: é o caso do Público (mais uma vez, não deixo link por se tratar de um site de acesso pago), que na edição de hoje lança a questão da "originalidade" do modelo Hezbollah.
Falsa originalidade quanto a mim. Em primeiro lugar, por o Hezbollah ser um movimento que já existe há pelo menos duas décadas, e com ele o pretenso novo modelo. Em segundo lugar, por não ser caso único. No mundo árabe, não o consideraria sequer como excepção: temos o igualmente famoso Hamas na Palestina, que segue exactamente o mesmo modelo de ajuda social-doutrina extremista-guerrilha - a única diferença sendo os superiores meios ao alcance do Hezbollah por via do seu apadrinhamento, que lhe permitem ter um mais completo armamento (e mais eficaz no tipo de combate a que se propõe) - mas não na eficácia da sua rede de suporte social, tão importante na Faixa de Gaza e Cisjordânia como no sul do Líbano. Aliás, foi precisamente com base nessa rede que o Hamas conseguiu ser eleito (de forma completamente democrática, o que toda a gente, particularmente diplomatas, parecem ou querem ignorar).
De resto, existem outros exemplos no mundo árabe, apenas com menos meios e visibilidade, como por exemplo a Irmandade Muçulmana e até os taliban... Ou seja, a pretensa fórmula da pólvora já existe há muito tempo, e já há muito que os líderes islamistas - pelo menos os que têm alguma inteligência - perceberam o poder desta fórmula.
Estou de acordo, no entanto, com a premissa de que é um modelo que ameaça espalhar-se... e é este um dos principais motivos, não apreendidos por Israel ou pelos Estados Unidos (e interrogo-me se o terá sido pela Europa), que faz com que, após este conflito no Próximo Oriente, os tempos vindouros venham a ser, a níveis que ainda iremos descobrir, tempos perigosos...
:
Abraracourcix o chefe falou sobre: , ,
um discurso de Abraracourcix às 14:11
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!


Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: