Terça-feira, 3 de Outubro de 2006

Haverá esperança para o futebol português?

Com meses de atraso, tomou finalmente posse a nova direcção da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), presidida por Hermínio Loureiro - será coincidência também ele ser "laranja"? Com um discurso muito menos politicamente correcto e muito mais agressivo do que quando se candidatou, prometeu desde logo recredibilizar o futebol português (prometeu não descansar enquanto o futebol "não estiver limpo de uma suspeição generalizada") e anunciou uma longa série de medidas, muitas das quais merecendo a minha concordância - aplauso até - mas que não passam ainda de intenções:

Quer mais gente nos estádios, para o que pretende rever a política de preços e transmissões televisivas.
Pessoalmente, há muito me indigno com o "poker" de dias em que se desenrola cada jornada de competição - é absurdo haver jogos ao domingo à noite, por exemplo, e pior ainda à segunda-feira ou até à terça; sexta-feira não é mau em abstracto mas não há a cultura de ir ao futebol nesse dia; para mim, e como forma de compromisso com a detentora dos direitos televisivos, que naturalmente quer o número máximo de jogos interessantes transmitidos, poderia haver um jogo ao sábado à tarde, outro ao final da tarde (18h30, por exemplo), outro à noite (21h); outro no domingo ao final da tarde (18h30), sendo os restantes, como todos os portugueses estão habituados, simultaneamente no domingo à tarde.

"Se, em algum momento, a Comissão Disciplinar demonstrar falta de disponibilidade para analisar de forma célere os assuntos, (...) serei o primeiro a querer saber quais as razões subjacentes a esses atrasos. Caso não exista justificação plausível, não deixarei de exercer todos os meus deveres".
Bravo. Apesar de ser normal que as coisas funcionem... normalmente... no actual estado de coisas isso não pode deixar de ser aplaudido.

Hermínio Loureiro propõe a criação de uma Taça da Liga e de um troféu de abertura no início da época que se deverá disputar no Algarve.
Aqui, acho que é uma iniciava desnecessária e condenada ao fracasso, mas percebo a intenção.

Declara-se empenhado na procura de novos patrocínios, em particular para a Liga de Honra.
Mais uma vez, excelente intenção (das quais o inferno, a existir, está cheio...)

Revisão dos estatutos da Liga.

Limitação de mandatos dos dirigentes para impedit mais de dois mandatos sucessivos.
"Caminhar no sentido da profissionalização da arbitragem e repensar os modelos de observação, avaliação e classificação" dos árbitros.
Se acontecer, fantástico.

Hermínio Loureiro enunciou ainda várias outras medidas avulsas - como diria Lauro Dérmio, essa mítica personagem, and so ion, and so ion...
Quero deixar claro, para evitar desde já críticas de ingenuidade, que não acredito que metade destas ideias (algumas delas peregrinas, é verdade) vejam a luz do dia. Mas o simples facto de elas serem enunciadas já é positivo em si, pois significa que pelo menos existe vontade mudar as coisas. Se depois, face aos interesses instalados, cunhas, rodriguinhos e "sistemas" da mais variada espécie essa vontade perecerá ou não, isso já é outra discussão. Para já, nem que seja pouco tempo, deixem-me ser um pouco optimista...
:
Abraracourcix o chefe falou sobre:
um discurso de Abraracourcix às 14:53
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!


Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: