Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006

Sic transit gloria mundi

O Max já tinha alertado para isto a semana passada, hoje @ irredutível armadilhador@ cãorafeiro chama também a atenção para  o que é já um facto consumado. A semana passada, ao ler o post do Max, fiquei demasiado aterrado para escrever sobre isto. Hoje, também não sei que escrever sobre o inominável, mas entendo que um acto tão abjecto não pode passar sem destaque.
Acontece que as tropas holandesas que estiveram em Srebrenica, e que tão bem se portaram - segundo os padrões sérvios obviamente - foram condecoradas pelo governo holandês. É quase demasiado mau, demasiado acéfalo, para se acreditar. Tal como @ cãorafeiro, também não sei que escrever. Que dizer dos governantes holandeses quando olho e não reconheço homens?... que dizer dos governados holandeses, que tendo pressionado a demissão do governo de Wim Kok quando da divulgação das responsabilidades dos militares holandeses, em 2002, hoje se manifestaram mas não o suficiente, não estavam suficientemente indignados?...
Não acredito em Deus, mas se acreditasse, ou mesmo sem acreditar, apetece-me citar o título do único livro que até hoje me fez chorar, sobre o Holocausto, E Deus Teve Vergonha de Ser Homem (não me recordo do autor, sei que é português e nada conhecido).
Hoje, se Deus existisse, teria vergonha de ser Homem.
A semana passada, em comentário à notícia, só consegui escrever, de forma titubeante: "Como é possível ter o desplante de condecorar quem, se não for responsável directo, é no mínimo culpado (de forma já provada!) de olhar para o lado... vergonhoso... Hoje, ainda bem que não sou holandes..."

Hoje, acrescento, também eu tenho vergonha de ser Homem...

PS - Os links referentes à notícia são os mesmos do post d@ cãorafeiro, que me perdoe desde já pelo preguiçoso "plágio". El@ destaca também um site onde podemos dar os parabéns ao governo holandês pela ideia de condecorar os militares que estiveram em Srebrenica. Nesse mesmo site também podemos, penso eu (aquilo está em servo-croata), importar banners, o que farei desde já.

:
Abraracourcix o chefe falou sobre: , ,
um discurso de Abraracourcix às 10:01
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!
2 comentários:
De max a 9 de Dezembro de 2006 às 00:53
"engraçado" como esta vergonha passou relativamente ao lado da imprensa....mesmo da internacional!
De Abraracourcix a 11 de Dezembro de 2006 às 09:21
Passou ao lado por motivos óbvios, max: é que não foram só os militares holandeses a ficar mal na fotografia, fora, todos os países que enviaram "capacetez azuis", foi a própria força da ONU que saiu muito mal vista, e por via disso a própria ONU e, por aí, todo o Ocidente... Por isso falar da vergonha alheia seria forçar-se a olhar para a vergonha própria, o que é claramente desconfortável...

comentar - começar zaragata



Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: