Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2006

O aborto existe (chamamento ao campo do Não e às suas avestruzes)

O aborto é uma realidade.
Eu pensava que todos o sabiam, mas parece que, mesmo com a publicação do primeiro estudo de base populacional do aborto, alguns defensores do Não continuam a preferir enterrar a cabeça na areia. Na sua deturpada forma de ver as coisas, como o estudo foi pedido por uma entidade conotada com o Sim, não é credível, e portanto os seus resultados não existem.
Elucidação a essas - conscientes ou não - avestruzes: o aborto existe.
Eu admito perfeitamente que haja enviesamentos decorrentes da parcialidade de quem pediu o estudo. Mais, estou convencido de que eles existem (embora provavelmente se anulem com os enviesamentos contrários decorrentes do factor vergonha, mesmo com garantia de anonimato).
No entanto, noto que foram realizadas 2000 entrevistas, segundo a ficha técnica em condições que permitiram, minimamente, a quem já tinha abortado sinalizá-lo sem se sentir exposta. Noto também que, para a dimensão da população portuguesa, 2000 entrevistas é estatisticamente muito relevante, como prova o reduzido intervalo de erro.
Sendo assim, eu posso admitir que não haja 350.000 mulheres que já tenham feito um aborto. Posso admitir que haja muitas menos. Mas se forem 200.000, ou 100.000, mesmo assim a dimensão do fenómeno é enorme e o problema continua a ser extremamente sério.
Agora, proclamar que, como o número poderá estar inflacionado é o mesmo que ele ser zero, como já fez a associação de nome caricato que pretende defender as famílias "numerosas", isso é intelectualmente desonesto.
Para esses, nenhum número, nenhum estudo nunca servirá, pois no seu mundo debaixo da areia eles não fazem sequer sentido. Deveríamos pensar em chamar-lhes "negacionistas"...
Para as mentes honestas - para a meia dúzia delas que lerá este post -  aqui ficam os dados relevantes:

14,5% das mulheres entrevistadas já fez um ou mais abortos

73% dos casos foram realizados até às 10 semanas
[mais um argumento do Não que leva uma machadada, o de que a maior parte dos abortos são efectuados depois do limite das 10 semanas e por isso continuaria a ser crime]

46% das mulheres que abortaram não usavam qualquer método contraceptivo
[muito preocupante, denunciando a debilidade do planeamento familiar em Portugal, área em que com ou sem legalização muito tem imperetrivelmente de ser feito]

39% fez o aborto numa casa particular, e 85% foram realizados em Portugal
[a provar também a realidade do "aborto de vão de escada" e que as "Clínicas Los Arcos" espanholas não são um mito...]
:
Abraracourcix o chefe falou sobre: ,
um discurso de Abraracourcix às 15:26
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!


Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: