Terça-feira, 9 de Janeiro de 2007

Pode-se rir sobre Hitler?

"Partindo de uma ideia absurda - um actor judeu recrutado num campo de concentração como conselheiro pessoal de retórica de Adolf Hitler -, o cineasta judeu Dani Levy construiu um filme subversivo, cheio de non-sense, que retrata o ditador como impotente, farmacodependente, cobarde e incapaz de ultrapassar os maus tratos infligidos pelo pai na infância.
Ainda antes de o filme estrear na Alemanha, esta semana, a discussão é controversa: pode-se rir sobre Hitler? Não se banaliza a morte de milhões de pessoas?
Hitler brinca na banheira com um barquinho de guerra, molha a cama, esconde os medicamentos no seu globo terrestre gigante, tem uma disfunção eréctil e quer vingar-se do mundo devido às tareias que recebeu do severo pai.
Esta quinta-feira, chega às salas de cinema alemãs a comédia Mein Führer: Die Wirklich Wahrste Wahrheit über Adolf Hitler (numa tradução livre, Meu Líder: Verdadeiramente a Verdade mais Verdadeira sobre Adolf Hitler) do realizador suíço judeu Dani Levy, rodeada de polémica."
(Público de hoje)



A este propósito, aqui fica um video que encontrei no You Tube, a conselho do artigo do Público citado. Para rir, mesmo...

 

 Pode-se então rir sobre Hitler? A minha resposta é: sim, claro que sim, ainda bem que sim.

:
Abraracourcix o chefe falou sobre: , ,
um discurso de Abraracourcix às 14:30
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!
1 comentário:
De Lain a 24 de Janeiro de 2007 às 11:09
Era porreiro se alguém traduzisse o que ele diz no vídeo...

comentar - começar zaragata



Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: