Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

A consagração dos irmãos Cohen

"No Country for Old Men", de Joel e Ethan Cohen, foi confirmado como melhor filme do ano, segundo a Academia americana. Serão talvez os últimos realizadores ditos "de prestígio" actuais que ainda não tinham uma estatueta careca em casa, e o facto de terem recebido, salvo erro, 4 Oscares vai ajudar a evitar lutas fraternais sobre a partilha das estatuetas. Não me posso pronunciar sobre a justeza ou não da atribuição, pois inexplicavelmente o filme ainda não estreou entre nós (também não tive tempo para ver o outro grande favorito, "There Will Be Blood", dada a estratégia de "estreias em pacote" que as distribuidoras seguem para verem os seus filmes nomeados estrearem o mais perto dos Oscares possível).
Quanto aos prémios de actuação, não houve nenhuma grande surpresa: Daniel Day Lewis confirmou o favoritismo e mitigou a desilusão por "There Will Be Blood" não ter ganho mais nenhum Oscar principal; Marion Cotillard foi aclamada pela sua Piaf; Javier Bardem e Tilda Swinton venceram os prémios para actor e actriz secundários. Quanto aos Oscares de argumento, foram para "Juno", o seu único, e para "No Country for Old Men" - 4 Oscares principais, não me lembro se mais algum técnico, fazem deste filme o grande vencedor da noite.
E agora vou-me, que deitar-me às 4h30 deixa marcas e preciso de um javali para acordar.
:
Abraracourcix o chefe falou sobre: ,
um discurso de Abraracourcix às 12:09
link do discurso | comentar - que alegre boa ideia!


Neste blog é permitido fumar





Be an Ocean Defender

Os melhores javalis


O chefe viu:
   "Nightwatchers", Peter Greenaway

  

 

   "The Happening", M. Night Shyamalan

  

 

   "Blade Runner" (final cut), Ridley Scott

  


O chefe está a ler:
   "Entre os Dois Palácios", Naguib Mahfouz

O chefe tem ouvido:
   Clap Your Hands Say Yeah, Some Loud Thunder

   Radiohead, In Rainbows
 

por toutatis! que o céu não nos caia em cima da cabeça...

As odisseias de Abraracourcix



create your own visited countries map

Abraracourcix o chefe falou sobre

11 de setembro(18)

aborto(28)

admirável mundo novo(5)

aeroporto(3)

afeganistão(1)

alemanha(1)

altermundo(9)

ambiente(14)

amnistia(1)

austrália(1)

birmânia(1)

brasil(1)

camarate(1)

cambodja(1)

cartoons(31)

chile(4)

china(4)

cinema(15)

coreia do norte(4)

cuba(1)

cultura(29)

dakar(1)

democracia(10)

desporto(29)

economia(13)

educação(2)

egipto(1)

espanha(3)

frança(8)

futebol(4)

gaulesa aldeia(20)

h2homo(7)

holanda(4)

hungria(1)

igreja(6)

imigração(3)

incêndios(2)

índia(1)

indonésia(1)

internacional(151)

irão(7)

iraque(18)

irredutíveis gauleses(16)

japão(1)

kosovo(1)

laos(1)

líbano(16)

lisboa(1)

literatura(3)

madeira(2)

mauritânia(1)

media(8)

méxico(1)

música(7)

nacional(102)

nuclear(7)

odisseias(4)

palestina(4)

paquistão(1)

peru(3)

política(13)

polónia(2)

porto(1)

prémios(13)

reino unido(1)

religião(7)

rússia(6)

saúde(13)

síria(1)

sociedade(37)

sócrates(4)

somália(5)

srebrenica(5)

sudão(1)

tailândia(2)

tchetchénia(2)

tibete(5)

timor(2)

todas as estrelas do céu(26)

turquemenistão(1)

turquia(4)

ue(10)

uk(6)

ulster(2)

usa(21)

videos(6)

vietname(1)

zimbabwe(2)

todas as tags

procurar nos discursos

 

discursos recentes

Abraracourcix e a sua ald...

O fim do petróleo - cenár...

Não às detenções secretas

Razões antropológicas par...

Altermundo reaberto

Vive la France

Bem vindos ao Turquemenis...

Break my arms...

Editors

O PCP e o Tibete: a minha...

O PCP e o Tibete: respost...

Mais um pouco de luz para...

Luz ao fundo do túnel par...

Mail por mim enviado ao P...

Eleitoralismo precoce

discursos antigos

Julho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Janeiro 2005

Outubro 2004

Setembro 2004

habitantes: